Programa de Resistência às Drogas e Violência abrange 700 alunos

Programa de Resistência às Drogas e Violência abrange 700 alunos

Por Jornal Expresso 27/02/2018 - 16:51 hs

Em Macaé, cerca de 700 alunos da rede municipal de ensino participam do Programa Educacional de Resistência às Drogas e Violência (Proerd), desenvolvido pela Polícia Militar. São promovidas atividades com aulas para estudantes do primeiro e quinto ano das unidades Zelita Rocha de Azevedo (Aeroporto), Professora Sandra Maria de Oliveira Araújo Franco (Sol y Mar), Coquinho (Praia Campista) e Amil Tanos (Morro de Santana) abordando temas como tomada de decisões, bullying e prevenção à violência e às drogas.

Todas as temáticas têm respaldo do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), previsto na Lei 8.069/90. O projeto possui policiais militares do 32°Batalhão devidamente treinados. A programação já está movimentando as turmas. Laís Vitória Silva Santos, Maria Clara Trindade Maia, Elen de Souza e Maria Clara Azevedo são estudantes do quinto ano do Colégio Municipal Zelita Rocha de Azevedo. Atentas às orientações, elas fizeram questão de participar da aula e fazer os exercícios do livro do Proerd.

"Essa aula é muito legal. Ficamos pensando no nosso futuro e nas situações que acontecem que temos que tomar cuidado", falou Maria Clara Azeredo. Para a xará Maria Clara Trindade, as atividades do Proerd devem ser lembradas sempre. "Temos que saber dizer não, escolher o melhor caminho.Temos que saber fazer amigos e respeitar o próximo. Vou escrever tudo que aprendi no exercício de casa e falar com meus pais", contou.

Para a diretora da Escola Municipal Zelita Rocha de Azevedo, Elizabeth de Azevedo Dias Brandão, o Proerd é muito bem-vindo na comunidade escolar, pois trata de assuntos relevantes que contribuem na formação do estudante. O Proerd, segundo a superintendente de Educação Integrada, Andrea Martins, é mais uma parceria que deu certo. "O Proerd trata de cidadania e formação. Com certeza os participantes levam esse ensinamento para toda a vida. Agradecemos ao 32º Batalhão da Polícia Militar por mais essa atuação", ressalta.

Na rede municipal, o Proerd conta com a atuação dos militares; subtenente José Francisco de Oliveira Júnior e segundo sargento Yassoda Kobayashi. A expectativa, segundo o subtenente, é levar os estudantes à reflexão e à adoção de posturas voltadas para cidadania. "Ficamos felizes em ver o envolvimento não só dos alunos, mas dos pais. O programa leva os estudantes a ampliar os horizontes", conta José Francisco.

Conteúdos abordam situações do cotidiano

As informações repassadas no programa contam com materiais diferenciados. Durante as aulas das turmas de primeiro ano, por exemplo, são apresentados cartazes que destacam temas como segurança no trânsito, cuidados com pessoas estranhas, o que fazer no caso de se perder em locais desconhecidos ou diante de oferecimento de drogas, além de memorização de telefone e endereço, dentre outros assuntos. 

Já os alunos do quinto ano contam com aulas com abordagens sobre escolhas, prevenção de drogas e cuidados em situações que envolvem cigarro e bebida alcoólica. No mês de julho, os alunos integrantes do Proerd participarão de formatura com entrega de certificados.

A rede municipal também conta com outras ações de parceria para intensificar a segurança nas unidades da rede como o projeto Ronda Escolar da Polícia Militar.

Além disso, as escolas contam ainda com o apoio da Guarda Municipal, por meio da Coordenadoria de Apoio Preventivo e Educativo (Cape), que realiza visitas periódicas nas escolas, e quando acionada, atua em casos de conflito. Muitas das situações contam com a Polícia Militar. O Cape atua com presença constante de guardas nas escolas, atividades de patrulhamento, ronda, cuidados com o patrimônio e ações educativas junto à comunidade escolar.