Nova viatura de combate a incêndio atuará no Corpo de Bombeiros de Macaé

Por Jornal Expresso 29/12/2017 - 13:33 hs

Macaé ganhou mais uma viatura de combate a incêndio e salvamento, que atuará no 9° Grupamento de Bombeiro Militar (9° GBM). A entrega das chaves foi realizada na quinta-feira (28), no Palácio Guanabara, no Rio, com a presença do Governador Pezão. O Secretário Municipal de Ordem Pública, Sebastião Carneiro, recebeu as chaves, juntamente com o comandante do 9° GBM, Tenente Coronel BM André Siqueira. Além de Macaé, outros quatro município foram beneficiados com novas viaturas pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ): Niterói, Campos, Nova Friburgo e Campo Grande (na capital).

As viaturas são do modelo Auto Bomba Tanque (ABT), veículo utilizado diretamente no combate de incêndio, possuindo um tanque que auxilia os combatentes.

- É de fundamental importância a vinda dessa viatura. O 9° GBM é responsável por Macaé, Casimiro de Abreu, Rio das Ostras, Conceição de Macabu e destacamento de Cabiúnas, sendo um reforço e tanto para essas quatro cidades. Isso traz mais segurança para os munícipes - ressaltou Sebastião Carneiro.

A entrega das chaves foi feita pelo comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey, junto ao governador do Rio, Luiz Fernando Pezão.

– Entregar essas novas viaturas de combate a incêndio e salvamento é de grande importância para reforçar o trabalho da corporação, que ajuda a salvar milhares de vidas. Atravessamos os piores momentos, mas chegamos ao fim de 2017 com um cenário muito melhor – disse o governador.

De acordo com o comandante, o investimento nos equipamentos foi de aproximadamente R$ 2,5 milhões, provenientes dos recursos arrecadados com a taxa de incêndio. Para o coronel Roberto Robadey, os veículos são um reforço para as operações de quartéis que já atendem a população fluminense com presteza e que apresentam grandes índices de ocorrências.

– Esse encontro simboliza uma retomada do crescimento do nosso estado. Em breve, vamos adquirir outros equipamentos igualmente essenciais para a instituição – ressaltou o coronel Robadey.