Vereadores pedem esclarecimentos sobre gratificação por baixo IDH

Por Jornal Expresso 16/05/2018 - 13:15 hs

A relação de todas as escolas municipais nas quais os profissionais recebem gratificação por baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) foi solicitada na sessão desta terça-feira (15), na Câmara Municipal de Macaé. O requerimento aprovado é do vereador Márcio Bittencourt (MDB) e será encaminhado às secretarias de Educação e de Recursos Humanos.

Para Márcio, essas informações podem ajudar a esclarecer por que os educadores de uma escola recebem a gratificação e os de outra não, quando ambas estão situadas na mesma localidade e, portanto, têm o mesmo IDH. “Queremos entender os critérios utilizados para acabar com essa injustiça”, argumentou.

Marcel Silvano (PT) defendeu que não sejam retirados os direitos dos servidores e que estendam a gratificação aos que trabalham no mesmo local, mas por motivo desconhecido não a recebem. “Não queremos que ninguém perca o que conquistou - devido ao aumento do IDH ou de uma decisão da comissão julgadora. A intenção é ampliar para estender o benefício aos que foram excluídos sem qualquer critério”.

 

Áreas de baixo IDH excluídas

Na ocasião, o presidente, Eduardo Cardoso (PPS), também teve aprovado um requerimento para incluir uma escola da Piracema na concessão do benefício. Ele pediu ao Executivo que avalie a possibilidade de estender a gratificação aos profissionais da Escola Municipal de Educação Infantil Marlene Diniz Caldas. “A Piracema é uma área de invasão, com pouca infraestrutura e serviços públicos para a população. Por esse motivo, acredito que ela também tenha um baixo IDH, mas não foi contemplada.”

Eduardo ainda informou que irá solicitar, nas próximas sessões, a relação do IDH dos bairros e localidades de Macaé. “Esperamos que essas informações nos ajudem a entender o critério utilizado pela prefeitura para liberar a gratificação em algumas unidades de ensino.”