Freiras protestam contra estrupo. Vaticano pede discrição

Por Jornal Expresso 16/05/2018 - 13:18 hs

O Vaticano deu um aviso para que freiras enclausuradas não exagerassem nas redes sociais para evitar que seu estado contemplativo seja maculado com “ruído, notícias e palavras”.

Em um documento publicado pelo gabinete para vida religiosa do Vaticano, as freiras, que tiveram permissão para acessar sites de notícia e redes sociais como Twitter e Facebook, foram aconselhadas a fazê-lo com “discrição e sobriedade”.

As freiras também foram aconselhadas a prestar atenção à “qualidade e quantidade de conteúdo online", acrescentou o comunicado.

Estas diretrizes foram colocadas três semanas depois que um grupo de freiras enclausuradas da Espanha foram ao Facebook para protestar depois que a Justiça absolveu cinco homens acusados de estuprar em grupo uma adolescente durante as corridas de touro de Pamplona em 2016, condenando a todos por um crime de menor gravidade: abuso sexual.

As irmãs de Hondarribia escreveram no dia  26 de abril: “Vivemos enclausuradas, vestimos um hábito que vai até nossos tornozelos, não saímos à noite [exceto para uma emergência médica], não vamos a festas, não bebemos álcool e fizemos um voto de castidade.

“Esta é uma opção que não nos faz melhores ou piores que ninguém, mesmo que, paradoxalmente, nos faça sentir mais livres e felizes que a maioria. E porque é uma opção LIVRE, defendemos com todos os meios que nos são disponíveis [e este é um deles] o direito de que as mulheres digam LIVREMENTE "não" sem serem julgadas, estupradas, intimidadas, assassinadas ou humilhadas. IRMÃ, ACREDITAMOS EM VOCÊ".

O post teve 14 mil likes e foi compartilhado mais de 15 mil vezes. O Papa Francisco deu aval a um uso mais aberto das redes sociais por religiosos, atraindo mais de 17,7 milhões de seguidores para sua conta @Pontifex, no Twitter, criada em 2013.

A freira mais conhecida das redes sociais provavelmente é Cristina Scuccia, que ganhou o The Voice Itália em 2014. A freira lançou um disco em março e tem 26.900 seguidores no Twitter.

* versão brasileira de Hermano Freitas, da equipe do MSN Brasil (via Adecco)